álcool na adolescência

6 males do álcool na adolescência

6 males do álcool na adolescência

O consumo do álcool vem crescendo gradativamente em nossa sociedade, e o número de consumidores cada vez mais jovens também não para de aumentar. Há o problema social de aceitação e incentivo à bebida que abre as portas ao uso excessivo do álcool pelos jovens, tornando cada vez mais difícil o combate a esse mal.

Os ambientes mais frequentados pelos jovens geralmente são repletos de bebidas alcoólicas, onde seu consumo é aprovado, incentivando e encorajado, levando ao consumo precoce da substância que poderá acarretar inúmeras consequências danosas.

Suscetibilidade à dependência

As chances de se tornar um dependente alcoólico são muito maiores quando o consumo ocorre na adolescência, pois nessa fase do desenvolvimento o cérebro ainda em formação assimila o prazer químico provocado pelo álcool, aumentando as probabilidades da necessidade de uso regular da substância.

Caminho para outras drogas

É fato que o uso de álcool e cigarro na adolescência também aumenta as chances do jovem procurar outras substâncias químicas que lhe deem prazer imediato. Assim, não é incomum vermos adolescentes que experimentam álcool, e em um curto período de tempo passam a utilizar outras drogas como maconha, cocaína, etc.

Dificuldades de aprendizagem

Na adolescência, o sistema nervoso central ainda se encontra em desenvolvimento, portanto, o uso do álcool poderá acarretar em prejuízos cognitivos significantes, como dificuldades de atenção, concentração e memória, consequentemente levando a dificuldades de aprendizagem.

Vulnerabilidade e situações de risco

O álcool eleva as situações de risco do sujeito, uma vez que o seu efeito causa a sensação de onipotência. O risco é ainda mais elevado nos adolescentes, colocando-os em perigo em situações no trânsito, por exemplo, e causando comportamentos impulsivos em um estado vulnerável. O jovem alcoolizado está também mais propenso a comportamentos imprudentes como sexo desprotegido, agravando o risco de contrair DSTs.

Consequências sociais

As consequências sociais do uso do álcool também são sérias, uma vez que pode dificultar e afastar o indivíduo das suas relações, seja das amizades, das relações familiares ou amorosas, podendo assim agravar o consumo abusivo do álcool por via de reação em cadeia.

Consequências psicológicas

Distúrbios e transtornos psicológicos como a depressão também podem estar associados ao uso do álcool, tornando ainda mais difícil a fase da adolescência – que por si só já possui seus obstáculos naturais. A dependência também pode aumentar os riscos de suicídio por conta dos comportamentos impulsivos e da frustração com tais dificuldades.

Conclusão

Não há dúvidas de que, infelizmente, o uso do álcool entre os jovens não deixará de ser um problema de nossa cultura tão cedo, mas nem por isso estamos de mãos atadas. É preciso que a família dê todo o suporte possível para o jovem que sofre desse mal.

A busca profissional é o melhor caminho para a superação e recuperação do adolescente, mas muitas vezes é difícil que ela ocorra de forma espontânea por parte de quem sofre com o problema do alcoolismo. Nessa hora o apoio dos familiares ou pessoas próximas é primordial, para que dessa forma o sujeito possa ser reinserido em laços sociais saudáveis, promovendo saúde, bem-estar e qualidade de vida.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

[ratings]