Os Doze Passos Narcóticos Anônimos

Os Doze Passos Narcóticos Anônimos

Doze passos narcóticos anônimos

O programa dos doze passos é um dos métodos mais comuns de ajudar um dependente químico. Você já deve ter ouvido falar, mas confira exatamente quais são.

1 – Admitir que precisa de ajuda.

É quase impossível ajudar alguém que não quer ser ajudado. Por isso, é preciso ter coragem para admitir que é necessário um auxílio.

2 – Acreditar em um Poder Maior.

Os problemas podem ser grandes demais para encarar sozinho. Por conta disso, é preciso acreditar em um Poder Maior, que vai ajudar a trazer de volta a sanidade. Pode ser Deus ou mesmo o amor dos amigos e da família. Esse Poder existe, e vai dar forças para conseguir finalizar o processo.

3 – Se entregar ao Poder Maior.

Após acreditar na existência de um Poder Maior, está na hora de deixar Ele guiar o caminho da recuperação. Nesse momento, Ele está em condições melhores.

4 – Fazer um profundo inventário moral de nós mesmos.

Se conhecer melhor é o único caminho para ter uma melhora, chegando na raiz do problema, e finalmente estar livre.

5 – Confessar as nossas falhas

Agora que já nos conhecemos melhor, é hora de admitir as falhas. Para nós mesmos, para os outros e para o Poder Maior. Somente assim podemos realizar verdadeiras mudanças.

6 – Estar pronto para remover as falhas

Após a confissão, é preciso se abrir e permitir a possibilidade de uma mudança. É hora de deixar o Poder Maior entrar e trabalhar.

7 –Pedir para o Poder Maior que remova essas falhas

Ao pedir humildemente ao Poder Maior que ajude a superar essas falhas, existe um trabalho em conjunto para melhorar essa situação.

8 – Fazemos uma lista de pessoas com as quais erramos e se preparar para pedir perdão.

Aqui, é mais uma hora de pensar nas pessoas com as quais erramos e se preparar para tentar consertar. A vida é feita dessas relações e sem elas é difícil superar qualquer problema.

9 – Fazer de tudo para reparar as ações diretamente com as pessoas, exceto caso isso vá machucar outros.

É hora, mais uma vez, de ter muita coragem e encarar aqueles a quem fizemos mal. Perdoar quem precisa ser perdoado e buscar o perdão de quem pode nos perdoar. É preciso avaliar quando essas relações vão fazer bem e em caso contrário, é preciso saber abrir mão.

10 – Continuar a autoavaliação.

O processo de auto avaliação nunca para. Ninguém nunca vai ser perfeito e por isso é preciso estar sempre atento aos erros, e admiti-los imediatamente.

11 – Se apoiar no Poder Maior

É hora de usar o Poder Maior para extrair forças, seja por reza, meditação ou a companhia de uma pessoa amada. Ele está lá para dar forças e conforto.

12 – O Processo Continua

Após conseguir terminar essa parte da jornada, o processo continua para não cair em tentação. E, é claro, ajudar a quem mais precise.

O processo pode ser muitas coisas. Lento, árduo e doloroso. Mas, principalmente, possível.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

[ratings]